25/11/2015

Avião russo abatido esteve "17 segundos" em espaço turco

Foram hoje reveladas algumas informações sobre invasões de espaços aéreos que diz respeito á Turquia. Em baixo publicamos a justificação ás Nações Unidas das autoridades turcas, pelo abate do avião russo em missão de combate contra o Estado Islâmico. 

Segundo as próprias autoridades turcas, 2 aviões SU-24, que dizem "de nacionalidade desconhecida", invadiram o espaço aéreo turco durante 17 segundos (ler documento e transcrição em baixo). Os russos têm outra versão dos acontecimentos.


O Wikileaks divulga também informação interceptada em que o Embaixador dos Estados Unidos na Gŕecia Charles P. Ries descreve em Junho de 2014, a peocupação grega com a invasão de espaço aéreo por aeronaves turcas "40 vezes por dia", de zona disputada pelos dois países.


Justificação turca ás Nações Unidas

“Excelência,

Após instruções do meu Governo, estou a escrever para si em relação a um incidente relacionado com a violação do espaço aéreo turco.

Refiro-me às nossas cartas prévias datadas de 16 de Outubro 2015, 18 de Maio 2015, 23 de Março 2014. 16 de Setembro 2013, 12 de Novembro 2012 e 24 Junho 2012 dirigidas ao Conselho de Segurança com respeito à violação da soberania turca, integridade territorial e segurança. Nas ditas cartas, nós sublinhámos a determinação do Governo da República da Turquia de proteger os seus cidadãos e as suas fronteiras e relembrou as novas regras de envolvimento militar em relação à Síria, adoptadas em 26 de Junho 2012.

Esta manhã (24 de Novembro) 2 aviões SU-24, de nacionalidade desconhecida aproximaram-se do espaço aéreo nacional turco na região de Yayladagi/Hatay. Os aviões em questão foram avisados 10 vezes durante o período de 5 minutos através do canal de 'Emergency' e pedimos-lhes que mudassem imediatamente as suas trajectórias para o Sul.

Ignorando estes avisos, ambos os aviões. A uma altitude de 19,000 pés, violaram o espaço aéreo nacional turco a uma profundidade de 1,36 milhas e a uma distância de 1,15 milhas por 17 segundos ás 9.24'.05'' hora local.

No seguimento da violação, o avião 1 saiu do espaço aéreo nacional turco. O avião 2 foi alvo de disparos enquanto dentro do espaço aéreo nacional turco pelos F-16s turcos que realizaram combate aéreo enquanto patrulhavam aquela área e de acordo com as regras de envolvimento. O avião 2 despenhou-se no lado da Síria perto da fronteira com a Turquia.”

documento em baixo :


Documento classificado dos EUA: Turquia a invadir o espaço "40 vezes por dia" de zona disputada

"Molyviatis salientou que a Turquia não tinha a necessidade de mandar 40 aviões por dia atravessar o disputado espaço aéreo para marcar o seu ponto político; poderiam, insistiu ele, ter mandado um voo por semana e atingido o mesmo objectivo."



Em baixo encontra-se também uma relação divulgada pelo Wikileaks das invasões do espaço aéreo grego pelos turcos. 



traduções ao cargo do RiseUp Portugal

1 comentário:

  1. "Os aviões em questão foram avisados 10 vezes durante o período de 5 minutos através do canal de 'Emergency' " Só estiveram no espaço turco 17 segundos, mas "foram avisados" durante 5 minutos.
    Venha a caixa negra. Depois se falará.

    ResponderEliminar