19/08/2015

Casamento de homossexuais … pelo meu filho de 7 anos !

Recebemos este texto a 5 de Novembro de 2012 ... conhecemos pessoalmente o pai, e conhecemos pessoalmente a criança ... e garantimos que nada do que vão ler a seguir foi inventado. 

"Na altura aqui em Portugal discutia-se a questão da aprovação da lei que permitia aos casais homossexuais casarem-se. Ao fim da tarde eu vinha a conduzir para casa com a criança na cadeirinha no banco de trás. Na altura tinha apenas 7anos. Enquanto eu vinha perdido nos meus pensamentos, nos meus problemas, na minha vida … saiu uma perguntinha daquelas difíceis lá de trás:

“Pai … o que são amasexais ?” (nem sabia dizer ainda a palavra, coitadinho)

Só então me apercebi que na radio que vínhamos a ouvir começou alguém a noticiar ou a discutir a questão … ele prestou atenção ao radio e queria saber o que era então aquilo …

Então … uso a minha técnica para as questões … fraturantes. Dou-lhe uma explicaçãozinha, adaptada à idade dele, e o gajito que lá forme a opiniãozinha dele sem eu lhe dar a minha.

- Então o pai explica filho : existem homens que não ficam felizes a namorar mulheres, e mulheres que também não são felizes a namorar homens. Existem homens que ficam mais felizes a namorar homens e mulheres que mais ficam felizes a namorar mulheres …

- HAAAA … já sei, há um no programa do … (ele disse-me o nome do programa ou serie de TV mas eu esqueci-me), … que também é assim. São todos muito maus para ele pai … e gozam com ele, e ninguém se senta ao pé dele. Mas qual é o problema que estão a falar ?

- Então filho, está a pensar-se se essas pessoas deviam poder casar ou não … assim como as pessoas normais. Porque há uns que dizem que sim, que eles ao fim ao cabo não fazem mal a ninguém e se estão contentes assim que estejam, outros dizem que não, porque depois ficam famílias com um pai ou duas mães, ou dois pais e fica tudo uma grande confusão e ninguém se entende, e que as famílias ficam estragadas…

Explicação muito básica … eu sei,
porém o miúdo tinha 7 anos,
não se esqueçam …

E pensei eu que estava safo … e que já tinha tratado da questão “difícil”. Notei pelo retrovisor que ele lá ficou a matutar o que lhe tinha dito, e começou-me imediatamente a entrar novamente nas ideias os episódios e questões profissionais e pessoais que tinha naquela altura.

Passado +/- 2 kms de caminho ouço novamente lá de trás :

- Pai … isso é muito bom !

- È bom o quê filho ?

- Pai ??? Mas tu não percebes ? (juro que, novamente pelo retrovisor, notei uma expressãozinha facial marota de quem estava a chamar super mega DAH ao pai)
Pai … è assim … os homens com homens não podem ter filhos, pois não?

- Não filho, não podem …

- E as mulheres com mulheres também não conseguem ? …

Ele na altura já sabia que para “conceção” de uma nova criança era necessário um homem e uma mulher … embora tivesse a ideia de que a coisa seria mais um trabalho do género jardinagem do que outra coisa qualquer.

- Não filho, não podem …

- Então pai … não percebes ??? (mais uma vez a carinha de super mega DAH), se eles não podem ter filhos, vão depois àquelas escolas onde os meninos têm que lá dormir porque não têm pais nem têm ninguém (orfanatos), e ficam com esses filhos … e esses meninos ficam também com pais. E fica toda a gente feliz e contente …

Asseguro-vos que a resposta me abismou … devido ao relacionamento e … tratamento tão simples de questões que para nós adultos se assumem tão complicadas.

Mas achei que devia então saber uma coisa …

- E olha lá filho … e depois os meninos que ficavam com dois pais ou com duas mães … não iam gozar com eles na escola e serem maus para eles por causa disso ?

- Pai … Fazer isso é muito feio."

O pai pretende ficar Anónimo


Sem comentários:

Enviar um comentário