17/12/2015

Operador de Drones dos Estados Unidos fala sobre assassinatos

O ex-piloto da Força Aérea americana Brandon Bryant, é um dos primeiros operadores de drones dos EUA a falar contra o programa global de assassinato que o presidente Obama aprovou. 

Bryant serviu como um operador de sensores para o programa Predator 2007-2011, controlando a câmara sobre os veículos aéreos não tripulados que realizaram ataques em territórios internacionais. Depois de sair do serviço activo na Força Aérea, ele foi presenteado com um certificado que creditou o seu esquadrão com 1.626 mortes. 

Ouvimos aqui o relato do seu primeiro ataque fatal com um drone e do impacto que continua a ter na sua vida, assim como esforços de autoridades americanas para o calarem.

Um trabalho do Democracy Now traduzido pelo RiseUp Portugal

Brandon Bryant é um dos participantes do documentário Drone, onde militares, engenheiros e vítimas relatam as ramificações do uso de drones nos cenários de guerra actuais.
 
 


Sem comentários:

Enviar um comentário