18/12/2015

Quem é Cavaco Silva, segundo Bruno Nogueira

"Os portugueses podem confiar no Banco Espírito Santo", disse Cavaco Silva há cerca de um ano e meio. Momentos depois o Banco Espírito Santo afundava. 

Mais tarde negou que alguma vez o tivesse dito. Negou ter dito uma coisa que está filmada. Filmada. Como fazem as crianças de 5 anos, com os cérebros pouco treinados e próprios daquela idade. 




Hoje, referindo-se ao caso BANIF, o mesmo Cavaco Silva diz: "É preciso medir bem as palavras quando se fala do sistema bancário, porque o seu funcionamento é decisivo para o funcionamento da nossa economia". Quando falta a dignidade já pouco resta senão rastejar até ao fim.

Não acredito que Cavaco alguma vez se ponha em causa. Nem quem o rodeia. E é essa falta de chão onde tocar que envergonha só de ver. É como olhar para uma moldura boa com uma fotocópia fraca e triste a viver lá dentro. A pequenez ainda custa mais quando nos sopram que somos grandes.

Cavaco Silva representa o pior que temos em Portugal. É um fardo de nada com um pin ao peito. É um cancro que mesmo depois de morto ainda mata.

17 comentários:

  1. Respostas
    1. Não são palavras sábias, isto é senso comum, ou pelo menos devia ser.

      Eliminar
    2. Esse velho devia estar no cu do Alasca a definhar, só tenho pena é dos pinguins e dos ursos polares.

      Eliminar
  2. É um cancro que mesmo depois de morto ainda mata...sabias palavras

    ResponderEliminar
  3. Tomára que já estivesse morto... Assim matava menos.

    ResponderEliminar
  4. desta vez tb se esqueceu do " eu bem avisei " .... não avisou mesmo....

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  6. Cavaco Silva representa o pior que temos em Portugal.

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  9. Cavaco e Guterres. Duas belas adormecidas que ninguém ousaria beijar e que claro, nunca acordaram.
    Apenas seguiram as mesmas politicas (cometeram os mesmos erros) que outros países periféricos da U.E.
    A U.E., esse meio de carreirismo político além nações, fomenta a ausência de ideais próprios nacionais e formata erros políticos graves para serem cometidos em massa como se estivessem corretos (assim como o euro). Erros que convêm apenas aos países mais ricos e a uma elite invisível. A mesma de sempre. A do carvão e do aço.

    ResponderEliminar
  10. Bruno: Acho que está finalmente explicado aquele ponto "estranho" na carta que o S. Ex.mo Presidente enviou a António Costa:

    "f) estabilidade do sistema financeiro, dado o seu papel fulcral no financiamento da economia portuguesa."

    http://www.rtp.pt/noticias/politica/cavaco-silva-pede-a-costa-clarificacao-de-duvidas-para-formacao-de-governo_n876085

    Vai uma aposta que ele sabia de tudo o que se estava (par)a passar ?

    ResponderEliminar
  11. O reformado de Boliqueime é uma criatura que só (me) provoca repulsa e desprezo...e ainda temos que o suportar mais uns dias :(

    ResponderEliminar
  12. Olhe que não!!!!!!!!Quando tenta entrar em minha casa através da caixinha TV não autorizo e ponho-o na rua!!!!!Como, mudo de canal. Gente deste estripe não entra em minha casa. Bom Natal para todos os Portugueses excepto para o que se julga "Presidente de todos". Meu não é nem nunca foi, pois não teve o prazer de ter o meu voto.

    ResponderEliminar
  13. O MAIOR NOGENTO PORTUGUES,MENTIROSO,MAU CARACTER,CINICO,UMA BOSTA DA NATURESA.




    ResponderEliminar
  14. Bruno, na muche. Continua, pela nossa democracia e obrigado.

    ResponderEliminar
  15. Cavaco: Pide uma vez Pide para sempre. Cavaco=M..da

    ResponderEliminar