15/12/2016

Jornalista Canadiana desmente Média sobre Aleppo

Eva Bartlett, esteve vários meses na Síria, viajou por todo o país e, especificamente, em Aleppo. Numa conferência de imprensa na ONU expõe a propaganda do Ocidente. (Vídeo Legendado)

Depois de sair da Síria, Eva fez parte de uma conferência de imprensa na ONU, organizada pela missão Síria. Comentou numa breve apresentação o que observou na Síria, de como está ciente em primeira mão da forma como os órgãos de comunicação enganam/mentem, e fazem propaganda nos seus artigos e notícias. Foi depois questionada por Christopher Rothenberg, jornalista norueguês, que desafiou as suas conclusões em como os média ocidentais mentiam;

"Fala sobre a média corporativa, os média Ocidentais, as mentiras, e tudo isso. Poderia explicar-nos qual seria a motivação dos média Ocidentais e porque haveríamos de mentir," perguntou Rothenberg.

"Porque é que organizações internacionais deveriam mentir? Porque é que não haveríamos de acreditar em todo aqueles factos documentados no terreno? Os hospitais a serem bombardeados. Os civis que estão a falar das atrocidades que viveram? Como pode justificar isto chamando-nos mentirosos?"

A resposta da jornalista;



"Estas corporações dependem do Observatório Sírio para os Direitos Humanos (Syrian Observatory for Humans Rights - SOHR), que tem sede em Coventry, no Reino Unido, e é basicamente um homem. Estão a informar-se em grupos comprometidos como os Capacetes Brancos (White Helmets).

Vamos falar sobre os Capacetes Brancos; Eles foram fundados em 2013 por ex-oficial do exercito britânico, e financiados em perto de 100 milhões de dólares pelos Estados Unidos da América, Reino Unido, Europa e outros Estados"


A jornalista refere que os Capacetes Brancos "dizem estar a resgatar civis a leste de Aleppo e Idlib... ninguém a leste de Aleppo ouviu sequer falar deles; e eu digo `ninguém´ tendo em conta que 95%  das áreas a leste de Aleppo estão agora libertas." Ao mesmo tempo, "Os Capacetes Brancos alegam ser neutros, e mesmo  assim são apanhados a transportar armas e a posarem com soldados sírios mortos"

Ela acrescentou, "um vídeo deles contém uma criança que foi "reciclada" em diferentes tragédias; portanto pode encontrar uma rapariga chamada Aya que apareceu num relatório em Agosto, e aparece novamente no mês a seguir em duas localizações diferentes". (Mais info sobre isto aqui)

"Em relação aos motivos da  média corporativa; é mudança de regime," disse Eva. "Como é que o New York Times... ou o Democracy Now... mantém até hoje que isto é uma guerra civil na Síria? Como é que alguém podem manter até hoje que os protestos eram não-armados e não-violentos até 2012?

Isso é uma absoluta mentira. Como é que podem manter que o Governo Sírio está a atacar civis em Aleppo, quando todas as pessoas que vêm dessas áreas ocupadas por terroristas estão a dizer o contrário?"


Mais em Activist Post


Conferência de Imprensa Completa




Conferência de Imprensa Completa Legendada




Eva Bartlett tem um site onde expõe o que encontra na Síria e Gaza;
In Gaza

Escreveu também um interessante artigo "Aleppo: Como os rebeldes apoiados pelos EUA e Sauditas fazem de "cada sírio" um alvo: Diário de Guerra pela Jornalista Ocidental Eva Bartlett sobre a verdade de Aleppo"


Relacionado:
Eva Bartlett e a Síria: Resposta ao  BuzzFeed

RiseUP Portugal

1 comentário:

  1. Olá, excelente artigo!
    Acabei de descobrir o vosso site e gosto muito do conteúdo!
    Há dias escrevi um artigo precisamente sobre Eva Bartlett,
    Vejam, aposto que irão gostar:
    http://pensamentosnomadas.com/vozes-insubmissas-eva-bartlett-120010

    ResponderEliminar