29/10/2015

Eurodeputados votam a favor de conceder asilo a Edward Snowden

O Parlamento Europeu instruiu os Estados membros da UE a retirar todas as acusações criminais contra Edward Snowden e protegê-lo contra a extradição para os Estados Unidos.

A resolução, que não é vinculativa, não deixa de ser um sinal forte dos eurodeputados de que os Estados membros da UE devem conceder protecção a Snowden. 

Os eurodeputados votaram a favor de uma resolução em que o whistleblower da NSA deve ser autorizado a procurar asilo seguro na UE. Eurodeputados que votaram a favor descrevem Snowden como um "defensor dos direitos humanos" e recomendam os Estados membros a "arquivar quaisquer acusações criminais" contra ele.

Os Estados membros devem "conceder-lhe protecção e, consequentemente, impedir a extradição ou entrega por terceiros, em reconhecimento do seu estatuto como whistleblower e defensor internacional dos direitos humanos", de acordo com deputados que votaram a favor. Todos os estados membros da UE têm tratados de extradição em vigor com os Estados Unidos, não se vislumbrando ainda que qualquer nação estaria disposta a renunciar esses acordos.

Wolfgang Kaleck, advogado de Snowden em Berlim, disse que seu cliente congratula-se com a iniciativa. "É um passo que já devia ter sido dado e apelamos aos Estados membros a agir para implementar a resolução", num e-mail que escreveu para o Daily Dot.

No Twitter, Snowden escreve que a votação mudou o jogo. "Este não é um golpe contra o governo dos EUA, mas uma mão aberta estendida por amigos. É uma opurtunidade de progresso".

O ex-agente da NSA tem vivido no exílio em Moscovo desde junho de 2013, depois de ter fugido para lá de Hong Kong.

traduzido pelo RiseUp Portugal do http://www.wired.co.uk

Sem comentários:

Enviar um comentário